25 de novembro de 2020
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

ECONOMIA - 23/11/2020

Ações do Carrefour despencam 6% após onda de protestos por homem assassinado

Ações do Carrefour despencam 6% após onda de protestos por homem assassinado

As ações do Carrefour despencaram mais de 6% na Bolsa de Valores brasileira nesta segunda-feira, 23, na esteira da repercussão do assassinato de João Alberto Silveira Freitas por dois seguranças da rede de supermercados em Porto Alegre, na noite de quinta-feira, 19. Os papeis do grupo francês, que são identificados como CRFB3, lideram as perdas do Ibovespa, o principal índice da B3, e vão na contramão do avanço da bolsa com a divulgação de avanços nas pesquisas de vacinas contra o novo coronavírus. O mercado interno também reflete o bom humor dos pregões internacionais com a expectativa de início de uma campanha de imunização nos Estados Unidos ainda em 2020. Próximo das 14h30, as ações do Carrefour recuavam 5,6%, enquanto o Ibovespa avançava 0,9%, aos 107.034 pontos.

A desvalorização do Carrefour ocorre em meio aos protestos realizados desde a sexta-feira, 20. Em São Paulo, manifestantes chegaram a atear fogo dentro de uma unidade da rede supermercadista. Manifestações também foram registradas em Porto Alegre, Rio de Janeiro, Curitiba e Belo Horizonte. João Alberto morreu na última quinta-feira após ter sido espancado e asfixiado por dois seguranças contratados pelo supermercado. Os envolvidos foram presos em flagrantes e autuados por homicídio doloso — quando há a intenção de matar —, triplamente qualificado. A repercussão do assassinato do homem negro por dois seguranças brancos, às vésperas do Dia da Consciência Negra, reascendeu as discussões sobre racismo estrutural no país.




Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%

Mais notícias