17 de julho de 2019
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

BAHIA - 15/07/2019

Líder da Oposição na Alba apoia investigação do MP-BA sobre rompimento de barragem

Líder da Oposição na Alba apoia investigação do MP-BA sobre rompimento de barragem

O deputado estadual Targino Machado (DEM), líder da oposição na Assembleia Legislativa da Bahia (Alba), defendeu, nesta segunda-feira (15), a investigação aberta pelo Ministério Público da Bahia (MP-BA) para apurar suposta omissão do governo da Bahia e as causas do rompimento da barragem do Quati, que atingiu mais de 14 mil pessoas dos municípios de Pedro Alexandre e Coronel João Sá. Cerca de 230 pessoas estão desabrigadas e outras 2.080 desalojadas.

“Por tudo que estamos vendo, está claro que houve negligência e omissão do governo. Um relatório da Agência Nacional de Águas (ANA) apontou que, dentre as 45 barragens em todo Brasil com algum nível de preocupação, dez estão localizadas na Bahia. Vale lembrar ainda das tragédias ocorridas recentemente em Minas Gerais, que provocaram a morte de dezenas de pessoas. Os alertas foram feitos, mas o governo foi e continua sendo negligente e omisso”, afirma o parlamentar.

No inquérito, publicado nesta segunda no Diário Oficial da Justiça, o MP-BA vai investigar possíveis irregularidades do Instituto de Meio Ambiente e Recursos Hídricos (Inema) e da Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), além de apurar “causas e danos socioambientais” por conta do rompimento. A barragem do Quati – construída pela CAR e entregue em novembro de 2000 à Associação de Moradores da Comunidade do distrito de Pedro Alexandre – é responsável pelo represamento do Rio do Peixe para o período de estiagem. Para Targino, apesar dos alertas feitos, o governo não desenvolveu nem discutiu uma política de segurança das barragens. “É um assunto sério, que precisa ser tratado com responsabilidade pelo governo, e mais especificamente pelo próprio governador Rui Costa (PT). Mais do que uma política, estamos falando de vidas que podem estar em risco e da preservação ambiental”, ressalta. POLITICA LIVRE

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%