29 de setembro de 2020
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

TELEVISÃO - 27/01/2020

'Salve-Se Quem Puder' aposta em retorno às origens para manter boa fase após 'Bom Sucesso'

'Salve-Se Quem Puder' aposta em retorno às origens para manter boa fase após 'Bom Sucesso'

Estreando nesta segunda-feira (27), Salve-se Quem Puder já começa com enormes expectativas sobre os ombros.

Substituindo Bom Sucesso, que conseguiu cair nas graças de público e crítica, superando a novela das nove por várias vezes durante sua reta final, a novela de Daniel Ortiz aposta em um retorno ao básico nas novelas das sete.

Com um clima bem ensolarado e foco no bom humor, a trama usará a mesma tática de Amor de Mãe, dividindo o papel de protagonista entre três atrizes carismáticas: Deborah Secco será Alexia, uma atriz; Vitoria Strada será Kyra, uma decoradora e Juliana Paiva será Luna, uma fisioterapeuta.

As três terão de deixar as vidas para trás após testemunharem um assassinato. Forçadas a abandonar tudo que eram, incluindo seus nomes e amores, elas são dadas como mortas e entram para o programa de proteção a testemunhas. A premissa é divertida e tem a cara de uma reviravolta inicial boa, literalmente quebrando a zona de conforto das personagens.

Desde o estilo visual até a progressão da trama, Salve-se Quem Puder parece uma novela mais convencional. O que não quer dizer nada: há conflitos o suficiente para que a história seja manobrada conforme necessário.

Interessante também que os roteiristas recrutados para auxiliar Ortiz são Flavia Bessone, Nilton Braga, Victor Atherino Pedro Neschling. Isso, aquele Pedro Neschling. O ator deixou as câmeras para trás e agora trabalha por trás delas: é um escritor e roteirista de sucesso.

Será que o público vai abraçar esse retorno às origens das novelas das sete? Descobriremos na noite desta segunda-feira (27).

Leandro Fernandes
Contigo!

Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%

Mais notícias