17 de abril de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

SAÚDE - 22/03/2024

Taxa de mortalidade por covid-19 ainda é maior em idosos, revela Fiocruz

Taxa de mortalidade por covid-19 ainda é maior em idosos, revela Fiocruz

O último Boletim do InfoGripe da Fiocruz, divulgado nesta quinta-feira (21) aponta que crianças, pré-adolescentes e idosos se mantém como as faixas etárias mais impactadas pela Síndrome Respiratória Aguda Grave (SRAG) por Covid-19. O grupo que predomina a taxa de mortalidade pela doença ainda é o de idosos. 

Atualmente, o cenário epidemiológico no país indica uma manutenção do aumento de SRAG em praticamente todo o país. Em análise do quadro geral de óbitos com resultado positivo para vírus respiratório, nas últimas quatro semanas epidemiológicas, o vírus Sars-CoV-2 está presente em 86,7% dos casos, como a principal causa. 

“Em crianças pequenas, de até dois anos, a incidência da circulação do VSR no país tem gerado aumento expressivo nas ocorrências de SRAG, superando a Covid-19. Por outro lado, a reversão da tendência da Covid no Centro-Oeste e Sudeste e a desaceleração na região Sul se refletem na diminuição dos novos casos de SRAG na população a partir de 50 anos. Isso mascara o aumento de casos por influenza nessas faixas etárias, que se observa no Nordeste, Sudeste e Sul”, afirma Marcelo Gomes, pesquisador do Programa de Computação Científica da Fiocruz (Procc/Fiocruz) e coordenador do InfoGripe.

Segundo a atualização do Boletim, 24 estados apresentam indícios de crescimento de SRAG na tendência de longo prazo: Alagoas, Amapá, Amazonas, Bahia, Ceará, Distrito Federal, Espírito Santo, Maranhão, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Pará, Paraíba, Paraná, Pernambuco, Piauí, Rio Grande do Norte, Rio Grande do Sul, Rio de Janeiro, Rondônia, Roraima, Santa Catarina, Sergipe, São Paulo e Tocantins. 

Por Metro 1

Mais notícias