04 de março de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

SAÚDE - 13/09/2023

Saúde intestinal e resposta imunológica de peixes melhoram com aditivos à base de levedura da cana-de-açúcar

Saúde intestinal e resposta imunológica de peixes melhoram com aditivos à base de levedura da cana-de-açúcar

Na busca por alternativas para melhorar a saúde intestinal dos animais, as leveduras são uma boa opção, seja considerando a atividade imunomodulatória das beta-glucanas, seja através da aglutinação de patógenos através dos mananoligosacarídeos (MOS) ou somente considerando seu valor nutricional, como fonte de proteínas, aminoácidos, vitaminas e minerais. Todos esses fatores combinados impactam de forma benéfica no equilíbrio da microbiota intestinal. Outro ponto a ser considerado, é que se trata de um produto gerado a partir da fermentação do etanol, obtido de forma sustentável e com imensa projeção de crescimento.

 

As leveduras são utilizadas durante o processo de fermentação da cana-de-açúcar para obtenção do etanol. Todo o processo produtivo é altamente sustentável e tem uma pegada negativa de carbono, além do imenso potencial de crescimento, pois hoje se utiliza somente 10% do que é produzido nas usinas para indústria de nutrição animal.

 

Na piscicultura, grande parte dos custos se concentram na produção de rações e alimentação dos animais (cerca de 50% a 70% das despesas totais de produção). Nesse sentido, o uso de leveduras pode substituir ou complementar dietas com farelo de soja ou farinhas de origem animal, de acordo com estudo realizado pela Embrapa Amazônia Oriental. Segundo o estudo, foram analisados os níveis de proteína e minerais na levedura, comparando-os com outros ingredientes. É importante saber que esse valor pode chegar a 45% de proteína bruta, com até 90% de digestibilidade dependendo do processamento que a levedura for submetida. Isso é comparável à farinha de carne, que possui 45% de proteína bruta e uma boa digestibilidade.

 

 Ao discutir o uso e aplicação de leveduras na nutrição de peixes, além de seu valor nutricional, destaca-se sua aplicação como imunonutriente: ação frente aos patógenos, manutenção da integridade intestinal, melhoria do bem-estar e redução da taxa de mortalidade. No intestino, as leveduras estimulam a atividade fagocitária das células do sistema imunológico e, também, promovem a aglutinação de bactérias patogênicas, proporcionando a proliferação de bactérias benéficas, como lactobacilos e bifidobactérias.

 

Em diversos estudos ao redor do mundo feitos em parceria com universidades e instituições de pesquisas, comprovam os efeitos benéficos e incremento no desempenho dos animais quando submetidos a desafio por patógenos, como vírus e bactérias ou condições adversas do meio, tais como temperatura e salinidade. Eles comprovam que as condições de uniformidade são visíveis em relação à melhoria no desempenho e na resposta imune.

 

Tendo em vista a saúde dos animais, produtos à base de leveduras – como os oferecidos pela ICC – são desenvolvidos com foco, principalmente, no fortalecimento do sistema imune e saúde intestinal destes animais, e proporcionando a eles as condições ideais para enfrentar os desafios diários, com uma reação mais rápida e menos dispendiosa em relação aos desafios.

 

Além do rígido controle de qualidade e atendimento às diversas normas de boas práticas de produção, os produtos da ICC são provenientes de leveduras utilizadas na fermentação do etanol, o que garante uma maior concentração de beta-glucanas, pois as condições do meio fermentativo e produção de etanol faz com que essas leveduras desenvolvam uma "casca" mais grossa, com uma porção sinérgica de beta- glucanas e mananoligossacarídeos. Eles passam pela tecnologia BetaActive que além de tornar a parede celular mais indigestível (é isso que queremos! O efeito funcional da parede de levedura está em passar pelo intestino e proporcionar a imunomodulação e aglutinação de patógenos!) também torna as beta-glucanas mais reativas e prontamente reconhecidas pelas células do sistema imune presentes na membrana intestinal. Já os produtos com base no conteúdo citoplasmático celular da levedura, garantem uma ótima digestibilidade como fonte de proteína, aminoácidos, ácidos nucleicos, vitaminas e minerais.

 

As soluções são indicadas para todas as espécies de peixes, mas com modos de uso distintos e de acordo com cada objetivo, seja nutricional, seja efeito funcional. Por exemplo, o  StarYeast é a levedura inativada e é usado como fonte  proteica funcional, alternativa à produtos de origem animal ou com baixas digestibilidade; já ImmunoWall, que é a parede celular da levedura, é focado para o fortalecimento do sistema imune e para a melhoria da resposta dos animais frente aos desafios diários; Lyscell, além do aporte no sistema imune, também é altamente digestível, com vitaminas do complexo B, fonte de aminoácidos e peptídeos; e, por último, Hilyses é uma fonte proteica altamente funcional, com ação no sistema imune, fonte de aminoácidos e nucleotídeos, que são os “tijolos” celular, ou seja, participam da construção de diversos tecidos e órgãos, além do alto teor de ácido glutâmico e poder palatável. Com todos esses recursos, o piscicultor tem produção em escala comercial, ausência de sazonalidade, padronização e qualidade, atributos que potencializam sua utilização na nutrição de peixes.

 

Atenciosamente, 

Mariana Tabatiano

Texto Comunicação Corporativa

Mais notícias