04 de julho de 2020
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

SAÚDE - 01/02/2020

Brasil tem 12 casos suspeitos de coronavírus, diz Ministério da Saúde

Brasil tem 12 casos suspeitos de coronavírus, diz Ministério da Saúde

Ministério da Saúde informou, por meio de coletiva de imprensa, nesta sexta-feira (31) que investiga 12 casos suspeitos de coronavírus no país. Seis Estados estão com pacientes sendo investigados pelos órgãos de Saúde: Ceará, Minas Gerais, Paraná, Rio Grande do Sul, Santa Catarina e São Paulo.

O Estado de São Paulo é o que tem maior número de casos suspeitos, com sete pacientes monitorados. À princípio, os exames confirmatórios serão realizados pela Fundação Oswaldo Cruz, no Rio de Janeiro. De acordo com a pasta, nenhum dos casos foi confirmado, portanto não há ainda a presença do novo coronavírus em território brasileiro.

“Os casos estão sendo monitorados e os exames que podem determinar a presença do coronavírus serão realizados apenas pela Fundação Oswaldo Cruz, que é chamado de exame padrão ouro e nos dá a garantia se numa amostra de secreção respiratória há o vírus”, afirmou o titular da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS), Wanderson Kleber de Oliveira.

Já na próxima semana, segundo a pasta, os exames também serão feitos pelo Instituto Adolfo Lutz, em São Paulo, e pelo Instituto Evandro Chagas, no Pará. O balanço dos dados, computado até às 12 horas desta sexta, incluía um caso monitorado em Minas Gerais, mas que já foi descartado após a divulgação do relatório. Com ele, o número de casos suspeitos chegava a 13.

A pasta também orientou acerca da propagação de fake news sobre o coronavírus. Segundo eles, o carnaval não será uma porta de entrada para o novo vírus e não existe chá imunológico para combatê-lo. “Não existe circulação do vírus no Brasil, então não há possibilidade de ocorrer transmissão do vírus pelo fato das pessoas estarem no Carnaval”, disse João Gabbardo dos Reis, secretário-executivo do Ministério da Saúde.

O Ministério da Saúde também informou que não há nenhuma indicação de que os brasileiros que estão na China serão trazidos de volta ao Brasil, como outros países estão fazendo diante da epidemia. “Não existe nenhuma indicação que isso seja feito nesse momento, não é uma decisão do Ministério da Saúde e vai envolver vários ministérios. No momento isso não esta sendo cogitado, o Ministério da Saúde não tem participado de nenhuma reunião nesse sentido”, disse Reis.

 Materiais e EPI’s serão adquiridos

A pasta também informou que abrirá licitação para aquisição de materiais cirúrgicos ainda nesta sexta. Haverá compras de toucas, máscaras cirúrgica, óculos, gorro, protetor ocular, capote e luvas, detalhou o Ministério. O diretor de logística do Ministério da Saúde, Roberto Dias, informou que a pasta irá adquirir os materiais em caráter emergencial.

“Como se trata de uma compra emergencial em uma semana teremos o resultado dessa licitação. Ou seja, já na próxima semana já será adquirido todo o material e teremos a quantidade. É uma aquisição normal na rotina da operação do Ministério da Saúde”, afirmou Dias.

O titular da Secretaria de Vigilância em Saúde (SVS) complementou que a compra será feita no mercado nacional. “Hoje sai o edital no Diário Oficial da União para aquisição de EPI’s para a área da saúde e ainda não há quantitativo. Nós vamos negociar com os fornecedores e já veremos o que temos disponível no mercado, que em um primeiro momento será apenas o nacional”, disse Oliveira. JOVEM PAN

Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%