15 de julho de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

POLÍTICA - 13/06/2024

Alvo da PF, presidente do Solidariedade é apontado como líder de organização criminosa

Alvo da PF, presidente do Solidariedade é apontado como líder de organização criminosa

Suspeito de desviar R$ 36 milhões dos fundos partidário e eleitoral, o presidente nacional do Solidariedade, Eurípedes Gomes de Macedo Júnior, teve prisão preventiva decretada pela Polícia Federal, mas está foragido. Ele é o principal alvo da Operação Fundo no Poço e é apontado como “líder de organização criminosa”.

De acordo com os investigadores, o cacique do Solidariedade se apropriou do dinheiro do partido para custear passagens aéreas, hospedagens em hotéis de luxo e até cruzeiros. Entre os destinos escolhidos por Eurípedes, segundo apuração do jornal O Estado de S.Paulo, estão Emirados Árabes, França, República Dominicana, Itália e México. 

Os agentes de segurança ainda ficaram em alerta para duas viagens feitas pelo presidente aos Estados Unidos, para as cidades de Miami e Orlando. Conforme as investigações, das vezes que ele ia para o país americano, o chefe do Solidariedade fazia escaladas prolongadas no Panamá, um paraíso fiscal. 

A Polícia Federal também identificou uma transferência de R$ 100 mil para uma empresa de turismo, em 13 de março de 2022, dias antes do político ser afastado da direção do partido. Ele recuperou o cargo meses depois.

Junto com ele, também estão sendo investigados por participação no esquema a sua mulher Ariele de Oliveira Coimbra Macedo, seu irmão, Fabrício George Gomes dos Santos, a cunhada, Kelle Pereira da Silva Dutra, a mãe, Maria Aparecida dos Santos, o primo, Alessandro Sousa da Silva, os filhos e os sobrinhos. 

Por Bahia.ba

Mais notícias