15 de abril de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

POLÍTICA - 24/02/2024

Oposição costura candidatura de deputado do PCdoB ao TCM na Mesa Diretora da Alba

Oposição costura candidatura de deputado do PCdoB ao TCM na Mesa Diretora da Alba

Sem conseguir as assinaturas de 13 parlamentares exigidas no Regimento Interno da Assembleia Legislativa da Bahia(Alba)  para brigar pela vaga no Tribunal de Contas dos Municípios (TCM), o deputado estadual Fabrício Falcão (PCdoB) conseguiu apoio da oposição para formalizar a candidatura através de inscrição direta na Mesa Diretora da Casa. Segundo apurou o Metro1, os dois membros da bancada com assento no colegiado - Samuel Júnior (PL) e Marcelinho Veiga (União Brasil) -  vão pedir que os demais integrantes endossem o registro na próxima na próxima reunião do comando da Alba, prevista para terça-feira que vem (27), fim do prazo de inscrições. 

Será a última chance que Falcão terá para concorrer ao TCM, mas aliados do comunista acham difícil que a estratégia traçada pelos dois oposicionistas seja bem-sucedida. Primeiro e segundo secretários da Mesa Diretora, respectivamente, Marcelinho e Samuel Júnior tentarão convencer os outros sete colegas, todos da base aliada, de que será injustiça não permitir que Falcão tenha ao menos o direito de entrar na disputa. Contudo, a articulação política do governo Jerônimo Rodrigues (PT) trabalha para derrubar a sessão do colegiado por ausência de quórum, evitando que a manobra da oposição seja chancelada pela maioria.

Lideranças da bancada governista na Alba garantem que o Palácio de Ondina pretende sepultar qualquer movimento capaz de colocar em risco a eventual vitória do deputado estadual Paulo Rangel, franco favorito a se tornar o próximo conselheiro do TCM e apoiado pelos caciques do partido na Bahia, em especial, o senador Jaques Wagner, apontado como principal articulador da candidatura de Rangel. Isso porque existe possibilidade de que, de última hora, o ex-deputado Marcelo Nilo (Republicanos) retire o nome em favor de Falcão e libere para o comunista os votos de 19 parlamentares da minoria que confirmaram apoio a ele. 

"Como a votação para o TCM é secreta, o PT teme que ocorram traições dentro da própria base e ocorra com Paulo Rangel o mesmo que aconteceu com o Bahia no Ba-Vi de domingo passado (18). Ou seja, o tricolor já dava como certo o triunfo sobre o Vitória, mas viu o rubro-negro virar o jogo e vencer o rival por 3x2", disse um influente deputado governista. Na última segunda-feira (19), Falcão fez um discurso em tom de desabafo no plenário da Assembleia, no qual lembra que abriu mão de disputar o cargo duas vezes para facilitar o caminho do ex-deputado Nelson Pelegrino e da ex-primeira-dama da Bahia Aline Peixoto, esposa do ministro da Casa Civil, Rui Costa. 

Ambos, que também eram filiados ao PT, foram os últimos dois conselheiros escolhidos para a corte pela cota da Alba. No discurso, Falcão garantiu que, em 2013, deixou de disputar a vaga com Aline a pedido do governador, que teria, segundo ele, prometido apoiar sua candidatura à cadeira antes ocupada pelo jornalista e escritor Fernando Vita, aposentado compulsoriamente em 22 de dezembro, quando completou 75 anos - idade máxima para permanência no cargo.

Por Metro 1

Mais notícias