27 de outubro de 2020
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

POLÍTICA - 12/09/2020

Candidatura de Carlos Geilson para prefeito de Feira é homologada sem nome de vice

Candidatura de Carlos Geilson para prefeito de Feira é homologada sem nome de vice

A candidatura do radialista e ex-deputado estadual Carlos Geilson (Podemos) para prefeito de Feira de Santana foi homologada nesta sexta-feira (11), sem a definição do candidato a vice. A vaga seria de Bete Camelô (DC), que não pode ocupá-la porque o Partido Democracia Cristã optou pela chapa do deputado José de Arimatéia (PRB). O vice dele na disputa pelo Paço Municipal é o professor e sargento da Polícia Militar, Paulo Tarso, também do DC.

Em entrevista ao Acorda Cidade, Geilson disse que o nome de Bete foi indicado pelo deputado estadual Targino Machado (DEM), por ser uma mulher negra, da periferia e que poderia interagir com os movimentos sociais. Já estava tudo certo para ela compor a chapa, mas o DC desistiu de fazer parte da coligação #MudaFeira. “Bete Camelô Seria a nossa vice, por preencher todos os requisitos dentro do perfil que traçamos, mas, por forças ocultas, o partido tomou outro rumo e estamos aguardando a convenção do Cidadania, para materializar outro nome”, afirmou.

Projeto de governo

Segundo Geilson, seu projeto de governo consiste na inclusão social e descentralização do poder. O intuito, conforme o candidato, é oxigenar a administração. “Ao longo de 20 anos, essa administração cansou, fadigou, o que é natural, e entendemos que é a hora de mudar, trazer novas ideias e fazer com que a população se sinta mais representada e participativa. São pilares da nossa administração”, frisou.

Pesquisa

Sobre a pesquisa do A Tarde, em que aparece com 9% das intenções de voto e 52% de rejeição, Geilson acredita que não condiz com o cenário real. De acordo com o candidato, pesquisas de consumo interno apontam uma rejeição girando entre 4 e 7%. Ele ressalta que o levantamento encomendado pelo A Tarde foi por telefone e ouviu apenas 600 pessoas. “Uma pesquisa de consumo interno que fizemos, presencial, com 3250 pessoas, apresenta um resultado bem diferente. Não é a pesquisa que está errada, a metodologia é que não contempla uma cidade com 630 mil habitantes e 400 mil eleitores. Muitas regiões deixam de ser pesquisadas”, considerou.

Enfrentamento

O radialista diz ainda que não se assusta por ter que enfrentar o prefeito Colbert Martins (MDB), que tem apoio do ex-prefeito José Ronaldo (DEM), e o deputado federal José Neto, que conta com o apoio do governador Rui Costa (PT). Geilson diz que ele tem o apoio do deputado estadual mais votado nas eleições passadas, Targino Machado, e o cenário pode mudar muito até as eleições. “Isso não tira o nosso sono. O que queremos mostrar a população é o nosso programa de governo, o que pretendemos e vamos construir pela cidade. O jogo está apenas começando, isso vai mudar. O eleitor muda de voto até do sábado para o domingo, quanto mais com tanto tempo e tanta antecedência”.

Coligação

A chapa encabeça por Geilson é formada pelo Podemos, PTC, PTB e Solidariaedade. Conforme ele, dia 16 acontece a convenção do Cidadania, que também “está no radar” da coligação. Geilson calcula que cerca de 140 nomes desses partidos devem disputar vaga na Câmara Municipal de Vereadores, o que considera um número bastante expressivo.

Com informações e foto do repórter Ed Santos. Acorda Cidade/Dilton Coutinho

Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%

Mais notícias