13 de agosto de 2020
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

POLÍTICA - 12/11/2019

Luciano propõe reduzir a 40 % a tarifa cobrada de esgotamento sanitário

Luciano propõe reduzir a 40 % a tarifa cobrada de esgotamento sanitário
Projeto de Lei 3.643/2019 apresentado pelo deputado Luciano Simões Filho (DEM), na Assembleia Legislativa da Bahia (ALBA), reduz para 40% a tarifa cobrada do serviço de esgotamento sanitário efetuado pela empresa concessionária responsável pelo serviço na Bahia. De acordo com a proposição, a redução no percentual aplica-se a prestação de serviços públicos essenciais na operação, tais como coleta, transporte, tratamento e disposição final dos esgotos sanitários, desde as ligações prediais até o seu lançamento final no meio ambiente. 

O parlamentar justifica o PL argumentando que “a redução de tarifa do serviço de esgotamento sanitário efetuado pela empresa concessionária responsável pelo serviço no Estado visa diminuir o valor da taxa de esgoto em relação à taxa de água cobrada pela Embasa, para tornar mais justa a cobrança do fornecimento destes serviços a população”.

A proposição também estabelece que fica vedada a cobrança de tarifa do usuário do sistema de abastecimento nas localidades onde não sejam disponibilizados o serviço de esgotamento sanitário até sua devida implementação. 

Também fica especificado no Artigo 4º do projeto que “a concessionária é obrigada a garantir o fechamento dos buracos quando realizada a intervenção na tubulação, devendo providenciar às suas expensas a recomposição da pavimentação das vias públicas, utilizando o material e respeitando os mesmos padrões de qualidade em que se encontravam anteriormente as obras, no prazo de até dois dias úteis”.

O projeto tramitará nas comissões de Constituição e Justiça; Educação, Cultura, Ciência e Tecnologia e Serviço Público; Defesa do Consumidor e Relações de Trabalho; e Finanças, Orçamento, Fiscalização e Controle
Divulgação/AgênciaALBA

Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%