17 de junho de 2021
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

POLÍCIA - 07/05/2021

Nordeste: “Não existe milícia nesses bairros”, diz Sturaro ao comentar caso do tio e sobrinho mortos por traficantes

Ouvir a matéria:
Nordeste: “Não existe milícia nesses bairros”, diz Sturaro ao comentar caso do tio e sobrinho mortos por traficantes

O ex-comandante de Operações da Polícia Militar da Bahia, coronel Humberto Sturaro, participou do BNews Agora, da Piatã FM, na noite desta sexta-feira (7). Durante o programa, o coronel da reserva comentou o caso envolvendo tio e sobrinho que foram encontrados mortos na comunidade da Polêmica, em Salvador, acusados de tentarem roubar pedaços de carne em um supermercado do Nordeste de Amaralina no dia 26 de abril. 

Na visão de Sturaro, a investigação do caso deve ser feita de forma detalhada. "Extremamente lamentável. Nós não podemos permitir, não existe até o momento, que nós sabemos, não existe a permanecia de milícia nesses bairros, agora na hora que leva o fato de acusação de pessoas que fazem a vigilância do estabelecimento entregar essas vítimas a supostos traficantes pra que os mesmos façam justiça, a gente precisa avaliar qual a relação que existe em relação ao tráfico com a segurança do estabelecimento. Sabemos que alguns bairros alguns comerciantes são vítimas do tráfico, são obrigados a ser aliar de forma camuflada ao tráfico para evitar qualquer tipo de rechaçamento, não estou aqui avaliando que esse é o caso. Agora são vidas né, e a justiça tem que ser feita de forma impar, por mais que nós tenhamos a dor, não podemos jamais fazer a justiça com as próprias mãos. Isso tem que ser apurado de forma rigorosa. Eu acompanhei o fato, nosso secretário de Estado está tomando as providências, ele levou isso pro lado do coração pra que isso não vire exemplo, e a gente precisa cessar qualquer situação desse nível", disse. 

Informações por Agência Brasil

Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%

Mais notícias