15 de novembro de 2019
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

POLÍCIA - 05/11/2019

Mãe de Renata diz que genro tentou queimar a filha viva

Mãe de Renata diz que genro tentou queimar a filha viva

Antes de ser assassinada pelo companheiro na noite de sexta-feira (01/11/2019), Renata Alves dos Santos, 26 anos, enviou um áudio para a irmã, por volta de 20h. Na gravação obtida pelo Metrópoles, a dona de casa diz que queria que o entregador de materiais de construção Edson dos Santos Justiniano Gomes, 43, fosse preso. A mãe da vítima confirmou o perfil agressivo do genro ao revelar que ele já havia tentado queimar a filha viva.

A vítima de feminicídio foi espancada até a morte em sua casa, na Rua 8 da Quadra 19 do Residencial Morro da Cruz, em São Sebastião. Momentos antes de ser morta, ela disse à irmã que “sabia” que o homem seria detido naquela data. “Só sei que o outro daqui vai preso é hoje. Eu quero que ele seja preso.”

Ouça a gravação a seguir:

De acordo com a sobrinha de Renata, Jéssica Alves Rangel, 25, a família não sabe qual o contexto da fala da mulher. “Minha mãe mandou mensagem perguntando se estava tudo bem, daí ela respondeu isso”, comentou Jéssica.

Conforme a sobrinha, frequentemente Renata aparecia com marcas de agressões, mas sempre dava desculpas. “Ela tinha queimadura do pescoço para baixo, aparecia com olho roxo, mas só falava que havia caído ou que tinha se queimado sem querer”, relembrou.

Para Jéssica, Renata não denunciava o companheiro por depender financeiramente dele. “Ela veio da Bahia para cá e, quando chegou, só tinha até a quarta série. Então, sempre foi difícil para ela arranjar emprego. Acho que justamente porque ela era sustentada por ele que não procurava a polícia”, considerou. METRÓPOLES 

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%