13 de junho de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

NOTÍCIAS - 04/02/2024

Volta às aulas: cuidados com a saúde ajudam na adaptação e imunidade das crianças

Volta às aulas: cuidados com a saúde ajudam na adaptação e imunidade das crianças

Retomada o início da rotina de estudos, novas aprendizagens, nova turma ou nova escola. Após semanas de férias, chega a hora de se preparar para as mudanças e novidades do ano letivo. Como esse período demanda adaptação e convívio com várias outras crianças, também é importante redobrar a atenção no que diz respeito à saúde. Acompanhamento pediátrico, exames e tratamentos quando necessários são fundamentais para o bem-estar e, principalmente, fortalecimento do sistema imunológico dos pequenos. 

  

A pediatra Ellainy Bruna Moreira reforça o quanto é importante levar os filhos para fazer um check-up completo. De acordo com a especialista, hemograma, glicemia em jejum, exame de colesterol, dosagem de ferro sérico, sumário de urina e o teste que avalia o nível de transferrina (proteína que transporta e armazena moléculas de ferro no sangue) são algumas das opções cruciais para a prevenção de doenças.  

  

“Além de avaliar e priorizar alternativas que aumentam a imunidade, esses e outros exames ajudam na descoberta de possíveis quadros infecciosos ou virais, risco de dislipidemia (gordura no sangue), alterações no colesterol e triglicerídeos, bem como na necessidade de reposição de vitaminas. A partir dos resultados, o médico ainda pode orientar sobre questões relacionadas à alimentação. Ou seja, o que priorizar a fim de preparar uma lancheira com itens saudáveis e nutritivos”, ressalta.  

  

Higienização e alimentação adequada 

  

Ellainy Bruna Moreira acrescenta que as práticas de higienização são grandes aliadas. Cuidados básicos como higienizar os alimentos e lavar bem as mãos antes de sair do banheiro ou antes das refeições devem ser ensinados desde cedo. “Fora essa questão, a orientação é conversar sobre a proximidade com os coleguinhas, de não ficar muito abraçados. Geralmente as crianças querem estar muito perto uma das outras, coladas, mas isso aumenta a possibilidade de proliferação viral”, alerta.  

  

A alimentação é mais um aspecto primordial. Uma lancheira composta por frutas, verduras, legumes, sucos naturais e água auxiliam no fornecimento de energia e na atividade cerebral, o que leva ao bom desempenho escolar. “Com uma boa dieta, diminuem-se também os riscos de infecção ou contaminação por vírus. Isso, automaticamente, acaba melhorando a imunidade dos pequenos”, afirma a pediatra.  

  

Na lista de recomendações, há outro ponto que não pode ficar de lado: o peso da mochila. Segundo a Sociedade Brasileira de Ortopedia Pediátrica (SBOP), o peso do acessório não deve ultrapassar 10% do peso da criança. Caso seja necessário transportar mais livros e materiais, o indicado é o uso do modelo de rodinhas. A entidade destaca ainda que o objeto precisa ter alças acolchoadas, firmes e reguláveis, além de cinto abdominal. Esse elemento ajuda a prender e ajustar no corpo, permitindo o equilíbrio do peso.  

  

Vacinas em dia 

  

A atualização da caderneta de vacinas também é crucial para a experiência no ambiente escolar, uma vez que evita a transmissão de várias doenças e protege de forma individual e coletiva. No calendário estão programados imunizantes principalmente com foco nos primeiros anos de vida, período em que o sistema imune está em desenvolvimento.  

  

Por conta disso, a pediatra reitera a importância da vacinação, ainda mais com o crescimento no número de casos de meningite B, considerada umas das formas graves e mais letais. “Vale lembrar que a imunização não impede o surgimento dessa e de outras doenças, mas consegue diminuir sua potência. Quando você vacina o seu filho, a chance de agravamento é quase zero”, enfatiza Moreira.  

  

  

SOBRE O IHEF       

O IHEF (Instituto de Hematologia e Hemoterapia de Feira de Santana), foi fundado em 1983, objetivando proporcionar a todos os pacientes do estado da Bahia, diagnóstico e tratamentos das doenças do sangue. Após anos de atuação, o IHEF expandiu para as áreas de medicina laboratorial, diagnóstico por imagem, medicina nuclear, vacinas e banco de sangue, dando origem ao Sistema de Saúde IHEF, o mais completo serviço de saúde não hospitalar do interior da Bahia.  

Desde 2014 é prêmio Top of Mind no segmento laboratorial em Feira de Santana e também vencedor do prêmio Benchmarking Bahia por duas vezes, na categoria Compliance, como o melhor laboratório do interior da Bahia. O IHEF Laboratório possui certificações de qualidade como a ISO 9001 e a Acreditação PALC da Sociedade Brasileira de Patologia Clínica.     

 


 

JULIANA VITAL / THAIS FIGUEIREDO  

Mais notícias