07 de dezembro de 2021
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

NOTÍCIAS - 15/10/2021

Tecnologia ajuda a garantir segurança de condomínios e a conter assaltos a residências

Tecnologia ajuda a garantir segurança de condomínios e a conter assaltos a residências
O percentual de roubos a residência vem crescendo desde o ano passado. Em comparação com a 2020, houve um aumento, segundo levantamento do Instituto de Segurança Pública (ISP), de 83% no número de casos registrados somente no Rio de Janeiro. Para evitar esse tipo de incidência, os condomínios vêm investido em soluções tecnológicas pela melhorar a segurança das unidades. Para fazer frente as ações cada vez mais ousadas de invasores, muitos síndicos e administradores tem contado com ferramentas como controle de acesso por biometria, tags para veículos, além de um completo sistema de monitoramento por câmeras, integrado com centrais de ponta com inteligência artificial.

Para o coordenador da Cipa Síndica, Bruno Gouveia, este é um serviço essencial, mas que deve ser bem analisado antes de contratar, levando-se em conta as necessidades de cada condomínio e seu tamanho.

- É necessário estudar o local antes de investir em tecnologias desse porte, fazer uma análise minuciosa. O síndico deve estar atento aos custos, para não comprometer o orçamento com algo que não esteja adequado ao condomínio. O quesito segurança é muito importante e devemos sempre buscar projetos visando a eficiência - explica Gouveia.

O condomínio Bora Bora Hills, localizado na Zona Oeste do Rio, é um dos que investem pesado em tecnologia da segurança. O síndico Alexandre Santos de Almeida implementou um rígido sistema de acesso de pessoas e carros.

- O custo é alto, mas é necessário e está dentro da nossa previsão orçamentária. Todos ficam mais tranquilos tendo um sistema de qualidade no que se refere à segurança - afirma Almeida.

O coordenador da Cipa Síndica lembra que nem todo sistema eficiente e seguro pode significar custo alto para os condomínios. Segundo ele, dependendo da unidade não é necessário a instalação de determinados equipamentos.

- Os valores variam de acordo com a tecnologia utilizada. Nem todos os condomínios necessitam adquirir todas as soluções existentes atualmente. O modelo de segurança deve seguir as especificações de cada local - acrescenta.
Por Assessoria

Mais notícias