15 de abril de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

INTERNACIONAL - 27/02/2024

Comitiva baiana na Espanha conhece unidade que abastece ônibus de transporte público com hidrogênio verde

Comitiva baiana na Espanha conhece unidade que abastece ônibus de transporte público com hidrogênio verde

Cerca de 60 ônibus que fazem parte da rede de transporte público na cidade de Barcelona, na Espanha, são movidos a hidrogênio verde. A Bahia tem projetos em andamento para a geração desse tipo de energia limpa e, nesta segunda-feira (25), o governador Jerônimo Rodrigues foi conhecer uma planta de produção, armazenamento e distribuição, onde os veículos são abastecidos.

A unidade, localizada no distrito de Sants-Montjuic, foi instalada pela Iberdrola, holding espanhola do ramo de produção, distribuição e comercialização de energias renováveis. A planta visitada pela comitiva baiana já tem mais de quatro anos de funcionamento e é a primeira da Espanha voltada para veículos do transporte público.

O delegado institucional da Iberdrola na Cataluña, Andrés Carasso, recepcionou o governador e apresentou as instalações da planta. No abastecimento dos ônibus, o hidrogênio verde é medido em quilos e, com 18 quilos do produto, os veículos conseguem percorrer cerca de 200 quilômetros.

Além do governador, a primeira-dama do Estado, Tatiana Velloso; o secretário estadual de Desenvolvimento Econômico (SDE), Ângelo Almeida; e o superintendente de Atração e Desenvolvimento de Negócios da SDE, Paulo Guimarães, participaram desta agenda. Também acompanhou os encontros uma delegação baiana do Senai/Cimatec, formada por Walter Pinheiro, relações corporativas e governamentais; Leone Andrade, diretor de Tecnologia e Inovação e reitor do Campus Integrado de Manufatura e Tecnologia; e José Luis Gonçalves de Almeida, gerente executivo e coordenador de programas.

 

Tecnologia a favor do desenvolvimento


Depois do hidrogênio verde, a agenda governamental seguiu no campo tecnológico com uma reunião entre a comitiva baiana e lideranças da empresa Satellogic, companhia argentina que desenvolve tecnologia em satélites para monitoramento geoespacial. O governador avaliou a possibilidade de estudos, em colaboração com o Senai/Cimatec, para estabelecer possíveis parcerias entre o Governo do Estado e a empresa para utilização da tecnologia, do monitoramento e geração de imagens oferecidos pela Satellogic.


“Nós estamos aqui, primeiro, para entender que tipo de serviço podemos fazer em parceria com a Satellogic. Eles lançam os satélites e, da Órbita, mandam informações de um estado, de um país, de uma empresa, para, por exemplo, monitorar incêndios ou acompanhar obras em estradas. Vamos estudar o que podemos contratualizar para a Bahia e, também, se há condições deles instalarem uma unidade de produção de satélite no estado”, adiantou Jerônimo.

 

Hidrogênio verde na Bahia

 

Para fortalecer a posição da Bahia na transição para uma economia de baixo carbono, o Governo do Estado lançou o Atlas do Hidrogênio Verde durante a Conferência das Nações Unidas sobre as Mudanças Climáticas (COP28), em Dubai, em dezembro do ano passado. O H²V Atlas Bahia é fruto de uma parceria entre o governo estadual e a Federação das Indústrias da Bahia (Fieb), sendo o primeiro do mundo, o que destaca o potencial do estado na produção de energia limpa, consolidando-o como referência global no setor de energias renováveis. Além disso, a iniciativa reforça o compromisso da Bahia em promover práticas sustentáveis e preservar seus ecossistemas.

Paralelamente, a parceria entre o Governo e a Unigel - referência na produção de fertilizantes - é outro marco significativo no avanço rumo à economia de baixo carbono. A primeira etapa do projeto de implantação de uma planta de produção de hidrogênio verde em Camaçari já está em construção e conta com investimento de US$ 120 milhões e com a tecnologia de eletrólise de alta eficiência da alemã Thyssenkrupp Nucera.


A iniciativa posiciona a Bahia como protagonista na produção de energias limpas, bem como impulsiona a economia local e regional. A produção da Unigel inclui, também, a utilização da amônia verde como combustível, em especial por navios graneleiros e porta-contêineres.


Secom  - Secretaria de Comunicação Social - Governo da Bahia

Mais notícias