28 de maio de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

FEIRA DE SANTANA - 17/04/2024

Jornalista José Carlos Teixeira lança livro sobre Walmir Lima em Feira de Santana

Jornalista José Carlos Teixeira lança livro  sobre Walmir Lima em Feira de Santana

Editado pela Coleção Gente da Bahia, da Assembleia Legislativa, o livro “Walmir Lima – Um Bamba da Bahia”, do jornalista José Carlos Teixeira, será lançado no próximo dia 17, a partir das 18 horas, no Seriguela Petiscaria, em Feira de Santana.

O livro é um perfil biográfico do compositor Walmir Lima, autor do icônico “Ilha de Maré” e dezenas de outros sambas gravados por alguns dos mais representativos intérpretes do gênero, como Alcione, Beth Carvalho, Martinho da Vila e Mariene de Castro.

Walmir forma no time dos grandes sambistas da Bahia, ao lado de Batatinha, Riachão, Ederaldo Gentil, Edil Pacheco, Nelson Rufino e tantos outros bambas. Sua história, contada nesse livro pelo jornalista José Carlos Teixeira, é um precioso recorte da história do samba da Bahia.

O autor é jornalista, graduado em comunicação social pela Universidade Federal da Bahia e pós-graduado em marketing político, mídia, comportamento eleitoral e opinião pública pela Universidade Católica do Salvador. Iniciou sua trajetória em Feira de Santana e foi um dos fundadores do extinto jornal Feira Hoje. Trabalhou em veículos como O Estado de S. Paulo, O Globo, A Tarde, Correio da Bahia, Tribuna da Bahia e na TVE Bahia, além de atuar na área de marketing político em agências de publicidade no Brasil e no exterior.

Sobre “Walmir Lima – Um bamba da Bahia”, Teixeira, declaradamente fã do autor e do gênero musical, descreve que seu trabalho foi organizar e reproduzir lembranças do biografado, hoje com 92 anos, a partir de entrevistas feitas entre novembro de 2017 e julho de 2018, “contextualizando-as para mostrar que a história de Walmir e dessa safra de sambistas baianos é também um saboroso pedaço da Bahia”.

No prefácio, o jornalista José de Jesus Barreto não esconde a admiração pelo autor, “profissional criterioso e rigoroso que é”, e pela personagem do livro: “Quando se pretende resgatar/registrar a história do samba da Bahia, Walmir está lá em cima, entre os grandes”. 

Por Assessoria

Mais notícias