28 de maio de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

FEIRA DE SANTANA - 22/03/2024

Importante aliada da Educação Infantil, contação de histórias estimula leitura e imaginação

Importante aliada da Educação Infantil, contação de histórias estimula leitura e imaginação

Quem nunca fez uma longa viagem pelo mundo da imaginação enquanto ouvia uma história? Porta de entrada para o universo dos livros, a contação de histórias estimula a prática leitora, a criatividade e desenvolve a capacidade de concentração dos pequenos, tornando-se uma importante aliada da Educação Infantil.

A data que marca o Dia do Contador de Histórias, comemorado esta semana, no dia 20 de março, reforça a importância da promoção desta prática. 

A professora da rede municipal Iarla Santos destaca que a contação de história é uma ferramenta poderosa no desenvolvimento infantil porque é capaz de estimular diversas habilidades essenciais para a vida das crianças. 

"Quando ouvem histórias, as crianças são transportadas para um mundo de fantasia, onde podem explorar diferentes realidades, emoções e situações, isso ajuda no desenvolvimento da empatia e na compreensão. Além disso, também auxilia no desenvolvimento da linguagem oral e escrita.  As crianças que têm contato frequente com narrativas tendem a se tornar melhores comunicadores e melhores escritores".

Contadora de histórias há 24 anos, a professora Cintia Maria, que também faz parte da Educação Municipal, relata sobre a experiência com as crianças. "É uma vivência muito gratificante. A gente costuma dizer que a contação de história é para aquele que tem uma escuta sensível e generosa e as crianças têm essa escuta. Quando elas não têm, passam a desenvolver e há um ganho enorme na concentração, no desejo pelas histórias e no desejo pela literatura."

No Centro Municipal de Educação Infantil (CMEI) Neusa Santos Brasileiro, no conjunto Viveiros, o projeto "Era Uma Vez" tem o objetivo de desenvolver nas crianças de 2 a 5 anos o hábito da leitura.

"As crianças recriam histórias infantis, sendo as protagonistas. Nós trabalhamos com a maleta mágica, em que essa criança leva para casa uma história, lê com os pais e reconta da forma que entendeu, que aprendeu. Esta é uma maneira de incentivá-los a ler e a exercitar a imaginação", explica a diretora do Cmei, Rainê Sobral.



Mais notícias