27 de fevereiro de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

FEIRA DE SANTANA - 25/11/2023

Blitz educativa marca Semana D de combate à dengue

Blitz educativa marca Semana D de combate à dengue

Agentes de endemias estiveram no cruzamento da Avenida Senhor dos Passos com a Avenida Getúlio Vargas para alertar os motoristas sobre a importância do combate à dengue. A ação marcou a Semana D de mobilização contra o mosquito Aedes Aegypti durante esta quinta (23) e sexta-feira (24).

Segundo a coordenadora da equipe de educação em saúde do Centro Municipal de Endemias, Joselita Casaes, as atividades de orientação são realizadas de forma diária em escolas, eventos, unidades de saúde, feiras livres e instituições religiosas. 

“Trouxemos um boneco a fim de ilustrar os sintomas visíveis da dengue grave para que a população entenda que essa doença mata e não dê espaço para que o mosquito se espalhe. Tem que evitar água parada, fiscalizar seus quintais e as calhas, lavar as vasilhas de água do animais e não só trocar a água. Além disso, é bom lembrar que tirar o lixo da casa e jogar em um terreno baldio só muda o problema de lugar, mas o problema continua lá”, destacou.

De janeiro até hoje, Feira de Santana registrou 2.711 casos de dengue, sendo 293 com sinais de alarme, 12 graves e quatro óbitos. 

Quando procurar a unidade de saúde?

Pessoas com febre e, ao menos, mais dois sintomas compatíveis com dengue, a exemplo de dor de cabeça, no corpo ou nas articulações, são consideradas suspeitas da doença. A recomendação da Vigilância Epidemiológica (VIEP) é que ao notar os sinais, o morador procure a unidade de saúde mais próxima para receber orientações.

Nos casos graves, em que nota-se uma piora da doença, apresentando dor na barriga intensa e contínua, vômitos persistentes, queda de pressão, sensação de desmaio e sangramento das mucosas como boca, olhos e partes íntimas, o paciente deve procurar as Unidades de Pronto Atendimento (UPAs) ou as policlínicas municipais. 



Mais notícias