23 de maio de 2022
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

FEIRA DE SANTANA - 30/11/2021

Saúde do trabalhador é garantida com atendimento noturno nas unidades Saúde na Hora

Ouvir a matéria:
Saúde do trabalhador é garantida com atendimento noturno nas unidades Saúde na Hora

Feira de Santana possui cinco Unidades de Saúde da Família (USF) vinculadas ao programa Saúde na Hora, que oferecem atendimento ao público das 8h às 21h, facilitando principalmente o acesso de homens e trabalhadores aos serviços da atenção primária. Entre setembro do ano passado a setembro deste ano, foram realizados, somente nestes locais, 50 mil procedimentos.

Neste período, a USF Campo Limpo I, V e VI registrou o maior número de procedimentos, um total de 24.371. Em seguida a USF Videiras I, II e III, com 20.644. Já na USF Parque Ipê I, II e III, foram 5.557, sendo 1.416 atendimentos de pessoas do sexo feminino e 4.135 do sexo masculino - seis procedimentos são de dados ignorados. As USF’s Liberdade I, II e III e Queimadinha I, II e III também integram o programa.

"Os serviços são os mesmos durante o dia e à noite. Consultas médicas e de enfermagem, aferição de pressão arterial, teste de glicemia e vacinação são os mais procurados", afirma a enfermeira gerente da USF Parque Ipê I, II e III, Manuela Vital. Ainda segundo a profissional, o perfil de atendimento na unidade é de pessoas que cumprem horário de trabalho comercial, o que impede a procura pelos serviços de saúde no horário convencional.

Segundo a enfermeira referência técnica em Saúde do Homem, Isabela Machado, o público masculino é mais resistentes em buscar os serviços de saúde por inúmeros motivos, apesar disso, no município, a procura vem crescendo gradativamente.

O morador do bairro Parque Ipê, Júlio Santos da Silva, 62 anos, diz estar na contramão deste padrão. Ele considera que tem mantido os cuidados com a saúde.

"Toda vez que venho aqui sou bem atendido e não tenho o que reclamar, gosto muito de aferir a pressão, fazer consulta com o médico e exames. Eu venci um câncer e preciso estar sempre monitorando, por isso sempre estou aqui", afirma.

Por SECOM

Mais notícias