01 de março de 2021
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

FEIRA DE SANTANA - 14/02/2021

Galeguinho diz que sabe "como é a dor da fome e de não ter água e energia em casa"

Galeguinho diz que sabe

“Eu sei como é a dor da fome e de não ter água e energia em casa”. A declaração é do vereador Galeguinho SPA (PSB), que cumpre o primeiro mandato na Câmara de Feira de Santana e em seu primeiro ato renunciou ao subsídio, doando o valor mensal para uma instituição de caridade. Nascido no  bairro Jussara, periferia da cidade, tornou-se um artista da área musical de grande popularidade no município e tem uma "relação especial" com outros locais de pouca  atenção do poder público, como Pedra do Descanso, Feira X, Bem-te-vi e Parque Tamandari. Em entrevista para a Assessoria de Comunicação da Casa, ele diz que não consegue "lembrar de um momento especial" em sua vida que não seja nesses locais. Assim, para além da cultura, sua área profissional, pretende ser "porta-voz das necessidades de quem precisa ser ouvido" e lutar  para "contrariar aquele velho ditado de que em casa de ferreiro, o espeto é de pau”. 

EXISTE "GRANDE DÉFICIT" NA ÁREA CULTURAL

O mandato,  segundo o novato vereador, lhe permitirá chegar onde antes não alcançava,  "fiscalizando e exigindo do Poder Executivo soluções de problemas  do município e a melhoria da qualidade de vida das pessoas". Revelando-se orgulhoso de "sempre ter feito obras sociais", acredita que existem "muitos problemas a serem analisados" em relação à assistência nos bairros periféricos. Observa que há, nesta cidade, um grande número de pessoas vivendo em vulnerabilidade, quadro a ser priorizado e que será um dos alvos de sua atuação, junto com a saúde e educação. Galeguinho atesta, com propriedade - afinal é um segmento que ele conhece de perto -,  que existe um "grande déficit na área cultural" de Feira, causa a qual vai dedicar-se intensamente durante este seu primeiro mandato. Informações por ASCOM/FSA

Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%

Mais notícias