19 de abril de 2021
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

ESPECIAL - 27/08/2018

Temperos e especiarias podem ajudar no controle da diabetes

Temperos e especiarias podem ajudar no controle da diabetes

A diabetes é uma doença endocrinometabólica crônica e um dos principais problemas de saúde na atualidade. Estima-se que existam 382 milhões de diabéticos no mundo e, em 2035, o número pode chegar a 471 milhões de pessoas com o distúrbio.

O mal controle da condição leva a um alto índice de complicações como: doenças renais, cardíacas, cerebrais, vasculares, nervosas, de retina e até mesmo morte prematura.

Há alguns anos, as propriedades medicinais de certos temperos e especiarias têm mostrado que podem ajudar na prevenção e controle de doenças, entre elas, a diabetes.Atividade física e alimentação saudável são, com certeza, as medidas mais importantes para ajudar no controle da doença, porém, muitas vezes, remédios são necessários para o tratamento, evitando as terríveis complicações relacionadas.

Um estudo publicado na Food Chemistry, em julho de 2016, pela Singapore Institute for Clinical Sciences, concluiu que existem mais de 80 tipos de especiarias com propriedades antidiabéticas.

Essas especiarias, como gengibre, cominho, feno-grego, coentro, anis, alho, cebola, cravo, canela, mostarda negra, mostarda indiana, pimenta negra, pimenta vermelha, curry, entre outros, possuem compostos polifenólicos-flavonóides que atuam de várias maneiras no controle da glicose, diminuindo a absorção de glicose via intestinal e a produção de glicose pelo fígado (gliconeogenese).

Eles também protegem as células beta pancreáticas (células produtoras de insulina) e aumentam a captação de glicose nos músculos (ativação da AMPK).

Estão aí muitas razões para adicionar temperos na sua alimentação. Além de deixar a comida deliciosa, possuem propriedades antioxidantes e anti-inflamatórias, ajudando, assim, na busca de uma vida saudável. METRÓPOLES

Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%

Mais notícias