08 de dezembro de 2019
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

ENTRETENIMENTO - 21/09/2019

Ex-TV Bahia, Ramon Ferraz desabafa sobre ex-chefe que o mandou desistir da profissão

Ex-TV Bahia, Ramon Ferraz desabafa sobre ex-chefe que o mandou desistir da profissão

Demitido da Rede Bahia em maio, o jornalista Ramon Ferraz usou as redes sociais para comemorar a contratação definitiva pela TV Band e Rádio Band News, e também para fazer um desabafo sobre a antiga emissora. "Cinco meses atrás, ouvi de um ex-chefe que eu precisava ter menos senso de humanidade pra seguir a rotina de uma TV e ele concluiu que, por causa disso, ser jornalista não era pra mim, que eu deveria procurar outra profissão", escreveu Ramon em um texto no Instagram.

 

Na publicação, o repórter afirma ter reencontrado, na Band, "a felicidade no trabalho". "Algo que conseguiram arrancar de mim há alguns anos", lamentou.

 

No texto, ele ainda afirma que a criação e sua experiência da TV o fizeram persistir e acreditar que justamente por ter o tal "senso de humanidade" criticado pelo ex-chefe é que ele deveria seguir na carreira.

 

Por fim, Ramon Ferraz agradece a nova emissora pela confiança e liberdade. "Não sei quanto tempo vai durar essa relação com a nova casa. Pode ser curta, longa, vitalícia... Não sei. Mas os poucos dias já valeram pelos anos retraídos", finalizou o texto.

 

Ramon Ferraz é jornalista formado pela Uesb e natural da cidade de Potiraguá, no sul da Bahia. Ele foi um dos 120 empregados da Rede Bahia, afiliada da Globo, desligados da empresa no primeiro semestre deste ano.

 

Na época, a Rede Bahia emitiu nota afirmando que estava "realizando um redesenho no seu portfólio de produtos e na governança das suas empresas” e que o grupo estaria investindo "na modernização dos processos de trabalho, evoluindo no uso de tecnologias avançadas, o que vem permitindo aumentar a produtividade e manter a segurança operacional” BN

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%