22 de maio de 2019
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

ENTRETENIMENTO - 01/03/2019

Cinco razões para o ‘BBB 19’ não ter decolado

Cinco razões para o ‘BBB 19’ não ter decolado

Com a pior audiência da história, o “BBB 19” parece não empolgar o público. Os participantes estão longe da boca do povo e não se envolvem em polêmicas dentro da casa. É possível entender as razões que farão desta uma edição para esquecer.

1) O BBB veio logo depois de uma temporada forte
É meio histórico: edições que contam com vilões muito fortes são seguidas por temporadas mornas. O “BBB 19” veio logo depois de um ano que teve vários eliminados com rejeição recorde, mesmo caso do esquecido “BBB 6”, que sucedeu uma edição repleta de polêmicas e vilões históricos como Rogerio Padovan, Aline Cristina, Paulo André e Tathi Rio. O medo de sair rejeitado é tamanho que faz os participantes atuarem como bonzinhos dentro da casa.

2) A turma da militância é aberta ao diálogo e não ao barraco
Ao contrário de temporadas em que qualquer palavra mal dita gerava brigas, esta edição apostou no conflito ideológico escalando vários militantes contra pessoas pouco preocupadas com o bem estar do outro. Resultado: os participantes estão mais tolerantes e resolvem qualquer possibilidade de conflito com diálogo. Tudo paz e amor. Assim não há possibilidade de haver barraco. Todo mundo quer a imagem limpa para ganhar dinheiro nas redes sociais depois. Não por acaso estão o tempo todo imaginando que viraram “meme”.

3) A vida dos participantes é mais polêmica no mundo real
O “BBB 19” teve expulsão antes mesmo de começar, com a eliminação de Fábio ainda no hotel. Um elenco é pensado para reagir em conjunto e a Globo não substituiu a peça no tabuleiro. Da mesma maneira, perdeu precocemente Vanderson (concorrente sisudo, mas que poderia render conflitos), acusado de agredir uma ex-namorada. Lá dentro ninguém quis se comprometer.

4) O favoritismo começou na lista de participantes
Numa época em que a desigualdade social voltou a ser assunto, a escalação de Danrlei e Elana, ambos com histórias de vida de superação e origem humilde, criou desde cedo um favoritismo para ambos. Claro, as personalidades dos dois contam muito, mas parte do público já se predispôs a favorecer os mais necessitados, desprezando a dinâmica do jogo. Não por acaso os dois são os concorrentes mais fortes atualmente.

5) Ficou pesado assistir um programa que ignorou a controvérsia
Não bastasse a acusação de agressão contra um participante aqui fora, o “BBB” ainda contou com falas racistas, homofóbicas e até mesmo de maus tratos aos animais. Boa parte delas foi solenemente ignorada pela edição do programa, que ainda tratou de transformar alguns dos responsáveis por tais falas em personagens cômicos. Ficou muito pesado acompanhar uma edição que fechou os olhos para o preconceito e virou caso de polícia. No ano que vem a devassa deve ser maior na vida dos escalados para o reality.

Categorias: CríticaReality show

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%