13 de junho de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

ECONOMIA - 28/09/2023

No Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício de Alimentos, nutricionista explica como evitar o desperdício de frutas e verduras

No Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício de Alimentos, nutricionista explica como evitar o desperdício de frutas e verduras

O Brasil é um dos principais produtores de alimentos do mundo. Em contrapartida, também se destaca como um dos países que mais desperdiçam esses recursos. De acordo com dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE), aproximadamente 30% dos alimentos produzidos no país são jogados fora anualmente, totalizando cerca de 46 milhões de toneladas. Esse é um dos dados alarmantes que justificam a existência do Dia Internacional da Consciencialização sobre Perdas e Desperdício de Alimentos, comemorado em 29 de setembro. 

O desperdício de alimentos acontece em diversas etapas, desde o manuseio e transporte dos alimentos até as centrais de abastecimento, devido a desafios logísticos, infraestrutura precária, condições climáticas adversas e até mesmo por conta de critérios estéticos. Além disso, uma parcela significativa dos alimentos é descartada pelos consumidores, por fatores como compras em excesso, falta de cuidado na conservação, entre outros.   

“Vivemos em um período em que a insegurança alimentar atinge milhões de pessoas. Além disso, estamos perdendo recursos naturais e os problemas ambientais precisam ser levados em consideração. E é por isso que devemos todos nos responsabilizar contra o desperdício, tanto do ponto de vista coletivo como individual, em casa”, afirma a nutricionista e professora do Centro Universitário UniFG, Érika Vanessa Martins. 

De acordo com a especialista, no caso dos consumidores, a forma mais adequada de escolher frutas e legumes e evitar desperdícios em casa é selecionar cada unidade e utilizar todos os sentidos na hora da compra. “Começando pelo tato, aperte levemente para verificar se a estrutura do alimento tem firmeza. Características como partes moles e odor forte podem indicar que o produto já está muito amadurecido e impróprio para o consumo. Verifique também se as frutas e as hortaliças não estão murchas e machucadas”, explica a professora.    

A cor é outro fator importante, segundo aponta a professora da UniFG. “Cada fruta tem o seu padrão. Por exemplo, a casca do limão deve ter brilho, indicando que tem mais suco. Já a do abacate deve ser fosca, um sinal de que não foi colhido há muito tempo. Os folhosos também possuem suas particularidades, é preciso evitar as que estejam amareladas, esbranquiçadas ou muito murchas. O padrão é que elas sejam mais firmes, verdes e sem furinhos”, indica. 

Além dos cuidados na hora da compra, realizar o aproveitamento integral dos alimentos também contribui muito para a diminuição do desperdício. “Utilizando todas as partes comestíveis possíveis de um alimento, enriquecemos a refeição. Maior quantidade de fibras, vitaminas e minerais, por exemplo, que são perdidos em cascas e outras partes comestíveis não aproveitadas, podem contribuir para uma alimentação mais completa e saudável”, ressalta a docente. 

 

Dicas para conservação adequada  

Como alimentos perecíveis têm uma quantidade de água mais elevada, eles precisam de cuidados maiores em sua conservação. Sendo assim, é preciso mantê-los em lugares arejados, com iluminação natural e sem umidade. “Dessa forma é possível preservar os nutrientes por mais tempo e evitar contaminações cruzadas ou a proliferação de bactérias que se criam em lugares úmidos”, diz Érika Vanessa.   

Segundo a nutricionista, para que os alimentos sejam conservados da melhor maneira e não estraguem, é preciso prestar atenção nas condições de temperatura, umidade e do local de armazenamento. Observar sempre a data de validade do produto também é essencial.  

A professora separou algumas dicas para organizar e armazenar os alimentos na geladeira e freezer de forma correta. Confira:  

Manter a organização é sempre uma boa prática para controlar a validade dos alimentos congelados e etiquetar as embalagens com data é recomendado; Para preservar as características dos alimentos ou líquidos, mantenha-os em recipientes fechados; Organizar legumes e verduras em sacos plásticos ajuda a proteger o alimento e evitar o ressecamento. Além disso, aumenta a vida útil do produto e o mantém sempre fresquinho; Para vegetais folhosos, armazene-os na gaveta de legumes/verduras sempre dentro de sacos plásticos; Procure secar todo e qualquer alimento que for armazenar no refrigerador; Sempre deixe as saídas de ar livres na geladeira para facilitar a circulação de ar frio e, assim, melhorar a conservação dos alimentos. 


Sobre a UniFG 

Com 20 anos de história completados em 8 de novembro de 2022, a UniFG desenvolve ensino, pesquisa e extensão através dos seus mais de 30 cursos de graduação ofertados nas cidades baianas de Guanambi e Brumado. Dona de conceito institucional máximo (nota 5) no Ministério da Educação (MEC), a UniFG é responsável pela formação de milhares de profissionais em diversas áreas do conhecimento. 

Em 2020, a UniFG se integrou ao maior e mais inovador ecossistema de qualidade do Brasil: o Ecossistema Ânima, que tem mais de 300 mil alunos e quase 20 anos de história. Em 2022, a instituição inaugurou um novo campus em Brumado e lá iniciou as atividades do primeiro curso de Medicina da região. Alunos de Medicina dos municípios em que a UniFG atua ainda contam com a Inspirali, um dos principais players de educação continuada na área médica do país. 

Atualmente, o centro universitário tem 18 cursos com notas 4 ou 5 na avaliaçao do MEC, entre eles, Direito, Estética e Cosmética e Odontologia, estes, que obtiveram nota máxima do órgão. Em 2022, recebeu 45 estrelas (distrituídas em 14 cursos) na edição do Guia da Faculdade, plataforma que avalia cursos de ensino superior país afora. Desde 2012 recebe o selo de instituição socialmente responsável, concedido pela Associação Brasileira de Mantenedoras de Ensino Superior (ABMES), que reconhece instituições que promovem projetos sociais nas áreas de saúde, educação, cultura e meio ambiente, entre outros. 

Saiba mais em www.centrouniversitariounifg.edu.br 

 

 

Sobre a Ânima Educação  

 

Com o propósito de transformar o Brasil pela educação, a Ânima é o maior e o mais inovador ecossistema de ensino de qualidade do país, com um portfólio de marcas valiosas e um dos principais players de educação continuada na área médica. A companhia é composta por mais de 410 mil estudantes, distribuídos em 18 instituições de ensino superior e em mais de 700 polos educacionais por todo o Brasil. Integradas também ao Ecossistema Ânima estão marcas especialistas em suas áreas de atuação, como HSM, HSM University, EBRADI (Escola Brasileira de Direito), Le Cordon Bleu (SP), SingularityU Brazil, Inspirali e Learning Village, primeiro hub de inovação e educação da América Latina, além do Instituto Ânima.   

Em 2023, a Ânima foi um dos destaques do Prêmio Valor Inovação – parceria do jornal Valor Econômico e a Strategy&, consultoria estratégica da PwC – figurando no ranking de empresas mais inovadoras do Brasil no setor de educação. Além disso, o CEO, Marcelo Battistela Bueno, foi premiado como Executivo de Valor, no setor de Educação, no Prêmio Executivo de Valor 2022, que elege os gestores que se destacaram à frente de empresas e organizações. A companhia também se destacou no Finance & Law Summit Awards – FILASA, em 2022, como Melhor Departamento de Compliance. Em 2021, a organização educacional foi destaque no Guia ESG da revista Exame como uma das vencedoras na categoria Educação. Desde 2013, a companhia está na Bolsa de Valores, no segmento de Novo Mercado, considerado o de mais elevado grau de governança corporativa.   

  

Informações à Imprensa 

GISELE ALMEIDA

Mais notícias