17 de abril de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

ECONOMIA - 14/03/2023

Agilidade no crédito e produtos para o agronegócio são temas de encontro do BNB com clientes no Oeste

Agilidade no crédito e produtos para o agronegócio são temas de encontro do BNB com clientes no Oeste

O Banco do Nordeste promoveu nesta segunda-feira, 13, o I Fórum de Clientes do Cerrado Baiano, em Luís Eduardo Magalhães. O encontro, realizado no auditório do Sindicato dos Produtores Rurais do município, reuniu cerca de 150 participantes entre clientes e parceiros do BNB para dialogar sobre produtos e serviços direcionados ao agronegócio.
 

A participação do Banco do Nordeste no Oeste baiano representa quase 50% de todos os financiamentos rurais na região. Somente em 2022, foram aplicados mais de R? 2,3 bilhões, uma evolução de 59% quando comparado ao ano anterior. O presidente da instituição, José Gomes da Costa, destacou a pujança dos negócios com o Cerrado Baiano: “Fizemos grandes avanços no apoio ao agronegócio do Oeste, que é um dos setores mais especializados do Nordeste. Tivemos um crescimento significativo nos custeios e investimentos na região, associado a novas tecnologias e a busca do crédito mais ágil via Cartão BNB”.
 

O superintendente de agronegócios e microfinanças rurais do BNB, Luiz Sérgio Farias, reforçou a importância do momento para que o Banco ouça os clientes para melhoria de produtos e serviços. “O Banco tem se modernizado na atuação com o agronegócio. A ideia do Cartão BNB surgiu aqui no Oeste e, sendo o Banco do Nordeste uma empresa moderna, tem ouvido as demandas dos clientes e realizado a partir dessas necessidades”. Segundo Luiz Sérgio, o BNB tem buscado atuar de forma cada vez mais diferenciada, de modo a ampliar o crédito para o agronegócio e o desenvolvimento da região com sustentabilidade e alinhado às políticas ESG.
 

Evento interativo, formatado com palestras, painéis e falas dos produtores da região, o encontro contou com a participação do economista-chefe da instituição, Dr. Luiz Alberto Esteves, que apresentou a análise da conjuntura e cenários econômicos para o setor rural. O economista destacou as principais perspectivas e oportunidades para a economia baiana, como a potencial expansão dos mercados de bebidas [rever o mercado de Bebidas, não referenciado com o tema] os investimentos em energia verde.
 

Homenagem a clientes - A família Walauer, do grupo Sabará, foi uma das primeiras clientes da agência Luís Eduardo Magalhães, com o patriarca Nestor Walauer, que foi homenageado pelo BNB, em memória. A viúva Teugene Smanioto e o filho Jackson Walauer receberam a comenda e Jackson falou um pouco sobre o relacionamento com o Banco. “Sempre foi um desafio produzir no Oeste da Bahia e o Banco do Nordeste tem um papel muito importante no nosso desenvolvimento, no nosso crescimento, por ter dado oportunidade de alavancar investimentos e fazer crescer a nossa produtividade. O Banco do Nordeste para mim não é só um Banco, ele sempre foi muito parceiro e cresceu junto com o Oeste baiano”.

 

Para o superintendente estadual do Banco do Nordeste na Bahia, Diego Rocha Batista, o encontro foi pensado para aproximar ainda mais o Banco dos agentes econômicos do Cerrado Baiano. “Neste fórum, buscamos ouvir ativamente nossos clientes e verificar o nível de aderência da nossa estratégia com os desafios desses agentes produtivos. Nossa ideia é entender o que nosso cliente precisa para apresentarmos produtos e serviços que supram as suas necessidades. Não só para o agronegócio, como para os demais setores da sociedade”.


 

  IMPRENSA - Banco do Nordeste

Mais notícias