23 de janeiro de 2021
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

CORONAVÍRUS - 13/01/2021

Covid-19: Salvador inicia procura de freezers para armazenar 5 milhões de doses da vacina

Covid-19: Salvador inicia procura de freezers para armazenar 5 milhões de doses da vacina

A prefeitura de Salvador deu início à procura de materiais para iniciar o plano de vacinação contra a Covid-19, anunciado nesta terça-feira (12) pelo prefeito Bruno Reis (DEM).

 

A gestão municipal abriu cotação de preço para adquirir quatro freezers que podem armazenar até cinco milhões de doses do imunizante. A informação está na edição desta terça do Diário Oficial do Município. A informação publicada no diário foi levada a público momentos antes da divulgação do plano feita pelo prefeito.

 

Segundo a publicação, os materiais servirão para armazenamento científico de bobinas de gelo reutilizável com indicação de acondicionamento em ultrabaixa temperatura a nível local, com capacidade 100 a 120 litros. As propostas deverão ser apresentadas à prefeitura em até três dias úteis da publicação no diário oficial.  

 

O QUE É COTAÇÃO DE PREÇO?
Antes de celebrar qualquer contrato, seja de procedimento licitatório ou de contratação direta, a administração Pública deve apurar o valor estimado da contratação, para que não haja dano ao erário público. Com isso, é possível garantir que o Poder Público identifique o valor médio de mercado para qualquer contratação.

 

ARMAZENAMENTO DAS VACINAS
A prefeitura dividiu as redes para armazenar os imunizantes em três: redes de frio municipal, distrital e local.

 

A municipal se refere à hospitais e vigilância sanitária e tem uma perspectiva macro. Serão quatro câmaras de conservação, totalizando 972 litros, com capacidade para 98 mil doses. Ainda haverá quatro refrigeradores de 850 litros no total, e quatro ultrafreezers para armazenamento de 160 mil doses – este poderia, eventualmente, armazenar o imunizante da Pfizer, que requer a convervação em temperaturas abaixo de -70º graus. 

 

A rede distrital versa sobre o planejamento nos 12 distritos sanitários da capital. Destes, sete poderão armazenar, no total, 686 mil doses em câmaras de conservação. São eles: Barra, Subúrbio, Itapagipe, Brotas, São Caetano, Valéria, Cabula e Cajazeiras.

 

A última etapa de destino dos imunizantes está na rede local, que são as salas de vacinação. São 153 das 158 unidades de saúde do município que possuem estes espaços. Os locais terão câmaras de conservação e freezers científicos. 

 

De acordo com Bruno Reis, todos os espaços, em qualquer das redes, têm a possibilidade de receber qualquer tipo de vacina, inclusive a da Pfizer. Além desta, o plano municipal inclui os seguintes imunizantes: Astrazeneca/Oxford, Janssen, Moderna, Sputnik V e Coronavac.

 

Na visão do prefeito da capital da Bahia, “talvez não tenha uma cidade no Brasil que tenha já a infraestrutura que Salvador tem”.

 

OUTROS EQUIPAMENTOS
A edição do diário desta terça evidenciou a procura municipal por outros materiais. A prefeitura abriu cotação de preço para aquisição de saco transparente zip lock e para contratação de micrologística para gestão de insumos e materiais médicos, medicamentos e correlatos, incluindo o desenvolvimento e a administração de processos e de materiais dentro da cadeia de abastecimento das unidades beneficiárias tais como programação, armazenagem, administração de equipe, separação de pedidos, expedição de insumos, distribuição de materiais médicos e medicamentos. Informações por Bahia Notícias 

Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%

Mais notícias