13 de junho de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

BAHIA - 21/05/2024

Em que país europeu há 5 mil assassinatos todo ano?, questiona ACM Neto após fala de Jerônimo

Em que país europeu há 5 mil assassinatos todo ano?, questiona ACM Neto após fala de Jerônimo

Ex-prefeito de Salvador e vice-presidente do União Brasil, ACM Neto expressou indignação após o governador Jerônimo Rodrigues (PT) citar um “movimento internacional” e o avanço da criminalidade na Europa e ao comentar a violência na Bahia.

“Nós não vamos dar trégua a esse movimento. Não é só na Bahia. O Brasil está passando por isso. Eu estive agora na Europa e vi que também a Europa não está ausente desse movimento, um movimento internacional. Nós estamos muito firmes no que estamos fazendo”, disse Jerônimo, nesta segunda-feira (20), durante entreva de vans para transporte escolar, na capital baiana.

“Ele se esquiva da responsabilidade e agora chega ao absurdo de comparar a situação da violência na Bahia com a violência na Europa, por onde ele andou aí nos últimos dias”, disse ACM Neto, mencionando recentes agendas do petista no continente europeu, que incluiu visitas à Alemanha e Holanda.

“Em que país da Europa, governador, existem 5 mil assassinatos todo ano? Qual é o país europeu onde 15 pessoas morrem todo dia vítimas de homicídios? Qual é o lugar da Europa onde moradores e comerciantes são obrigados a pagar mensalidade para as facções criminosas que dominam o território? Definitivamente, governador, a nossa realidade é totalmente diferente. Diferente da realidade da Europa”, rebateu o ex-prefeito de Salvador, que em 2022 saiu derrotado por Jerônimo na disputa pelo Palácio de Ondina.

As críticas do vice-presidente do União Brasil foram estendidas ainda aos governos petistas de Jaques Wagner (PT) e Rui Costa (PT). “Qual o país da Europa, governador, onde em 18 anos morreram 100 mil pessoas vítimas da violência? Essa resposta, definitivamente, o senhor não pode dar”, provocou Neto, que também comparou a situação da Bahia com a Bélgica, outro país onde Jerônimo Rodrigues esteve na semana passada.

“Na Bélgica, morre uma pessoa a cada 100 mil habitantes (mortes violentas). Na Bahia, essa média é nada mais nada menos que 34 vezes maior. Porque, infelizmente, já pelo quinto ano consecutivo, a Bahia ocupa o primeiro lugar de todo o Brasil em número de vítimas de mortes violentas, de homicídios, chegando ao ponto dos nossos números serem praticamente iguais aos dos estados de São Paulo e Rio de Janeiro somados, que são estados mais populosos do que o nosso”, argumentou.

Por fim, o ex-prefeito de Salvador sugeriu que o petista se inspire nos melhores exemplos de segurança pública durante suas viagens à Europa. “Eu queria sugerir ao governador Jerônimo Rodrigues que da próxima vez que ele decida viajar para a Europa, ele pelo menos tente se inspirar nos melhores exemplos. Tente ver quais são as políticas de segurança pública que estão dando certo lá e que podem ser trazidas para cá, porque o governador gosta sempre de dizer que o problema da segurança é de todo o Brasil. Agora, ele está dizendo que o problema de segurança é do mundo inteiro”, concluiu.

Por Bahia.ba

 

Mais notícias