15 de abril de 2024
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

BAHIA - 25/02/2024

Indígenas Kiriri de Banzaê recebem nova Unidade de Beneficiamento de Produtos de Abelhas

Indígenas Kiriri de Banzaê recebem nova Unidade de Beneficiamento de Produtos de Abelhas

A comunidade indígena Kiriri da aldeia Cajazeira, em Banzaê, está animada com a inauguração da nova Unidade de Beneficiamento  de Produtos de Abelhas, que foi entregue, neste sábado (24/02), pelo Governo do Estado.

 

A nova unidade da Associação Comunitária Indígena Kiriri Santa Cruz da Aldeia Cajazeira, implantada pela Companhia de Desenvolvimento e Ação Regional (CAR), empresa pública vinculada à Secretaria de Desenvolvimento Rural (SDR), vai realizar todo o beneficiamento do mel, desde a chegada das caixas até a embalagem final do Mel Kiriri. O processo envolve a recepção, desoperculação, centrifugação, decantação, embalagem e rotulagem do Mel em bisnagas de 250g, 500g e 1.000g. Tudo isso auxiliado pelos novos maquinários da unidade, o que vai ampliar a produção e a renda dos apicultores e apicultoras da região.

 

Segundo o apicultor Luciano Jesus, a unidade será importante para os indígenas, que não precisarão mais sair do seu território para fazer o processamento e a comercialização. “É uma felicidade tão grande ver que os nossos apicultores e apicultoras vão poder produzir o mel dentro da sua própria comunidade. Atualmente, a nossa produção é de 11 toneladas por ano, mas a nossa previsão com a agroindústria é dobrar essa produção”.

 

Um dos precursores da atividade apícola na aldeia Cajazeira, seu Valdeci França, conta a evolução na produção de mel agora, com a entrega da unidade de beneficiamento. “No início, a gente se embrenhava na mata, tocava fogo com coivara para poder tirar 10 litros de mel para vender. Hoje, a gente tem essa unidade e o meu sonho é aumentar a nossa produção porque tivemos assistência técnica e aprendemos até a fazer a nossa própria cera”, ressaltou Valdeci.

 

A assistência técnica e extensão rural (Ater) ofertada por meio da Associação de Convivência Apropriada ao Seminário (Arcas), instituição conveniada com a CAR, promoveu capacitações relacionadas à higiene, produção de cera bruta e alveolada, manejo e alimentação das abelhas e outras boas práticas de produção.

 

Os investimentos do Governo do Estado irão impactar, inclusive, na comercialização dos produtos que já  contam com o selo do Serviço de Inspeção Municipal (SIM), certificação viabilizada por meio de parceria entre a CAR  e o Consórcio Intermunicipal do Semiárido Nordeste II (Cisan).

 

“O SIM nos dá uma garantia da nossa produção e vai nos permitir comercializar em outros locais. A expectativa é que essas ações garantam um retorno bem  significativo de renda para a gente”, afirmou a apicultora Edilza França.


Fotos: Rafael Barreto/Ascom CAR


Silvia Costa 

Assessoria de Comunicação da CAR 

www.car.ba.gov.br  

Mais notícias