07 de dezembro de 2019
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

BAHIA - 03/12/2019

ALBA homenageia Baltazar Mianda e Francisco Joseli Parente Camelo

ALBA  homenageia Baltazar Mianda e Francisco Joseli Parente Camelo
A Assembleia Legislativa iniciou nesta segunda-feira (2) as atividades do último mês de 2019 com uma sessão especial e duas homenagens, ambas propostas pelo deputado José de Arimateia (Republicanos). Na presença do presidente da ALBA, deputado Nelson Leal (PP), de muitos desembargadores, oficiais militares das Forças Armadas Brasileira e autoridades civis, o desembargador do Tribunal de Justiça da Bahia (TJ), Baltazar Miranda Saraiva, recebeu o Título de Cidadão Baiano. Na mesma cerimônia, a Comenda 2 de Julho foi entregue ao ministro do Superior Tribunal Militar (STM), tenente-brigadeiro do ar Francisco Joseli Parente Camelo.

Proponente da dupla honraria, o deputado José de Arimateia afirmou que a iniciativa é uma justa e merecida homenagem da Casa Legislativa para duas personalidades públicas com notáveis serviços prestados à Bahia e ao Brasil. O parlamentar destacou que o ministro Francisco Joseli e o desembargador Baltazar Miranda “honram as instituições das quais fazem parte pelo trabalho realizado ao longo de suas vidas”. O legislador resumiu com uma frase: “Estamos dando honra a quem tem honra”. 

EMOÇÃO

Ao ser agraciado com a mais alta condecoração do Poder Legislativo, o tenente-brigadeiro do ar Francisco Joseli não conteve as lágrimas. “Enche-me o peito de orgulho poder ser homenageado nesta Casa onde já tive a honra de receber o Título de Cidadão Baiano e me sinto agora tão enaltecido com a concessão da Comenda 2 de Julho. Mesmo nascido no Ceará, sinto o esplendor da terra que aprendi a amar, tanto quanto amo a minha terra natal”, declarou o ministro, que nos anos 90 foi comandante da Base Aérea de Salvador.

Nascido em Fortaleza, Francisco Joseli Parente Camelo é filho de Antônio Camelo de Araújo e Joselita Maria Parente de Araújo. Ingressou na Aeronáutica como praça, em 1969, foi promovido diversas vezes dentro da carreira militar e no dia 31 de março de 2012 tornou-se tenente-brigadeiro do ar. Possui diversas condecorações, dentre as quais a Ordem do Mérito da Defesa - Grau Grande Oficial; a Ordem do Mérito Aeronáutico - Grau Grã-Cruz; a Ordem do Mérito do Estado da Bahia - Grau Grande Oficial; a Medalha Câmara 450 anos e outras honrarias internacionais que ganhou de países como Noruega, França e Argentina. 

A segunda parte da sessão prosseguiu com a apresentação de um vídeo enaltecendo a vida do desembargador Baltazar Miranda. A mãe Aneci, a esposa Cenina Maria e as cinco filhas, Cenina, Letícia, Aneci, Vitória e Ana Paula gravaram mensagens de amor e carinho ao piauiense que chegou à Bahia há exatos 42 anos. No seu discurso, o desembargador ressaltou que estava comovido com o título pela simbologia que tem e pelo fato de ter escolhido esta terra como o seu lugar para viver. 

“Não é sem razão que a Bahia tem a maior extensão territorial entre os estados nordestinos, a maior população, o maior produto interno bruto e o maior número de municípios e eleitores. Mas a maior riqueza da Bahia é a sua gente, alegre, festiva, generosa e trabalhadora, meus irmãos a partir de agora”, arrematou o magistrado.

Natural de Bertolínia, Baltazar Miranda Saraiva é filho de Antônio João Saraiva e Aneci Miranda Castelo Branco. Graduou-se como bacharel em Direito pela Universidade Católica do Salvador (UCSal) em 1983, formou-se no curso superior de Tecnologia em Administração Gestão Empreendedora e começou a carreira de juiz de direito de primeira entrância em 1986, no município de Itiúba. 

Com uma vasta trajetória no meio jurídico de cidades do interior da Bahia, Baltazar Miranda tornou-se desembargador efetivo em 17 de julho de 2015, mesmo ano em que foi eleito para presidir a Câmara Especial do Extremo Oeste Baiano do Tribunal de Justiça.

Ao finalizar a sessão, Nelson Leal assegurou que estava muito feliz por conceder o Título de Cidadão Baiano ao desembargador Baltazar Miranda Saraiva, “um colecionador de amigos por onde passa, um homem que tem o poder de abrigar tantas pessoas no coração, tamanha a sua generosidade”. O chefe do Parlamento convidou os presentes para retornarem ao Plenário Orlando Spínola, no próximo dia 16, data em que o desembargador colocará no peito a Comenda 2 de Julho. 

O deputado progressista também fez questão de elogiar o discurso do tenente-brigadeiro do ar Francisco Joseli, confessando que viveu um dos momentos mais felizes desde que assumiu o cargo em fevereiro passado: “Me encanta saber que uma pessoa, já acostumada a tantas homenagens, inclusive fora do país, ainda fica muito emocionada. Ministro, vi nos seus olhos, no seu coração, a satisfação e o orgulho de receber a Comenda 2 de Julho e, como presidente desta Casa, eu agradeço por esse seu sentimento”, encerrou Leal. 

Além dos já citados, participaram da composição da mesa a desembargadora Joanice Maria Guimarães de Jesus, representando o presidente em exercício do TJBA, desembargador Augusto Lima Bispo; o presidente do Tribunal Regional Eleitoral (TRE-BA), Jatahy Júnior; o procurador de Justiça e secretário do Ministério Público, Paulo Gomes Júnior, representando a Procuradora Geral da Justiça, Ediene Santos Lousado; o general de divisão Marcos André da Silva Alvim, comandante da 6ª Região Militar; o coronel-aviador Ivan Lucas Karpischin, comandante da Base Aérea de Salvador; o capitão-de-Mar-e-Guerra Badaró, chefe do Estado Maior do 2º Distrito Naval, representando o comandante do 2º Distrito Naval, vice-almirante Silva Lima; o coronel BM Francisco Luiz Telles de Macêdo, comandante geral do Corpo de Bombeiro Militar da Bahia; a juíza Élbia Araújo, presidente da Associação dos Magistrados da Bahia (AMAB); Milton Tosto, representante da Associação dos Amigos da FAB; Nivaldo Souza, coordenador da Universal nas Forças Policiais; e o vereador Henrique Carballal, representando o presidente da Câmara Municipal do Salvador, Geraldo Júnior.  
Divulgação/AgênciaALBA

Enquete

Você concorda com a reforma da previdência?

*Enquete encerrada.
  • 3%
  • 24%
  • 74%