26 de outubro de 2020
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

FUTEBOL - 13/10/2020

Presidente da Comissão de Arbitragem pede respeito a árbitros: "Algumas pessoas passaram da dose"

Presidente da Comissão de Arbitragem pede respeito a árbitros:

O atual presidente da Comissão de Arbitragem da CBF, o ex-árbitro Leonardo Gaciba evitou responder diretamente as críticas proferidas pelos treinadores Mano Menezes, do Bahia, e Renato Portaluppi, do Grêmio, e ao presidente do Vasco, Alexandre Campello. Mas não deixou de pedir respeito aos profissionais.

"Acima de tudo, críticas todos podem fazer. Fico feliz que as decisões técnicas estão sendo corretas. Isso é muito bom. Mas, independentemente de acerto ou erro, tem que manter o respeito. Um respeito mútuo, pois cobro dos meus árbitros. Eles devem respeitar para serem respeitados. Não estou falando de fatos específicos, mas a rodada como um todo algumas pessoas passaram da dose", falou e complementou:

"Algumas atitudes que aconteceram fugiram ao tom da crítica, passaram do normal na questão de reclamações. Mas não é nosso papel tratar disso. É do STJD. Nossa função é continuar trabalhando com respeito e fortificar a arbitragem".

O final de semana foi repleto de duras críticas à arbitragem na Série A do Campeonato Brasileiro. Mano, Renato e Campello criticaram duramente a arbitragem na rodada. Leonardo Gaciba preferiu não tratar as reclamações caso a caso e afirmou que a Comissão não vai aceitar, nem a CBF, pedidos de retirada de árbitro da escala dos jogos.

"Temos total autonomia na comissão de arbitragem. Não há nenhum tipo de interferência. Todos têm que ter independência em suas funções. Nós não temos interferência sobre clubes e eles não podem ter sobre a arbitragem. Críticas construtivas são muito bem-vindas e trabalhamos diuturnamente pela evolução da arbitragem, mas temos que manter isonomia", afirmou. Poer B News

Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%

Mais notícias