24 de setembro de 2020
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

ENTRETENIMENTO - 31/07/2020

Brasileiros acham que música pode melhorar performance durante o sexo, diz pesquisa

Brasileiros acham que música pode melhorar performance durante o sexo, diz pesquisa

Você é daqueles que gostam de uma boa trilha sonora na hora do vamos ver? Se respondeu que sim, saiba que não está sozinho. A imensa maioria dos brasileiros (92,3%, para ser mais exato) considera que a música é fundamental para melhorar o desempenho sexual.

De acordo com uma pesquisa patrocinada pelo serviço de streaming de música Deezer, para 52% dos brasileiros a música é mais importante do que outros artifícios que podem tornar uma noite mais quente, como beber um bom vinho (37%) ou vestir uma lingerie especial (37%).

Mas não esqueça de combinar com o parceiro qual a música que vocês vão escutar. Segundo o estudo, há fatores que mais influenciam na percepção das pessoas sobre a música mais adequada para que a transa seja inesquecível. Os mais lembrados são o ritmo (importante para 60% das pessoas), a melodia (45%) e as batidas por minuto (33%).

"Neurocientistas descobriram que a maioria das pessoas responde mais a uma batida quando é tocada por instrumentos mais graves", afirma a autora e colunista inglesa Tracey Cox, parceira da pesquisa da Deezer. "Fisiologicamente, os corpos das pessoas gostam de sons graves profundos, que, se alto o suficiente, também produz vibração, tornando-o poderosamente excitante."

Ainda no quesito música e sexo, o Deezer também diz que 43% dos brasileiros usaram música para criar um clima romântico com o parceiro na quarentena, segundo pesquisa realizada em abril, já durante o isolamento social ocasionado pela pandemia de Covid-19.

O aplicativo montou uma playlist —chamada "Pra Fazer Amor"—, com uma seleção de músicas que, segundo promete, vai apimentar a relação e garantir muito prazer aos usuários. Informações por b News

Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%

Mais notícias