27 de outubro de 2020
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 99120-3503

Notícias

EDUCAÇÃO - 06/08/2020

Sindicato dos professores ameaça deflagrar greve caso aulas retornem nas redes estadual e municipal

Sindicato dos professores ameaça deflagrar greve caso aulas retornem nas redes estadual e municipal

Sindicalistas ligados à APLB, entidade representativa dos professores no estado, já estão planejando deflagrar uma greve nas redes estadual e municipal de ensino caso as aulas presenciais sejam retomadas durante a pandemia do novo coronavírus, antes da distribuição de uma vacina.

"A gente contesta isso, discorda, somos contra o retorno às aulas presenciais neste momento. A gente entende que o risco de contaminação ainda está alto, tem aumentado principalmente nesse momento que houve abertura de shoppings", afirmou a coordenadora da APLB, Elza Melo, em entrevista ao BNews.

Na última segunda-feira (3), em entrevista à imprensa, o governador Rui Costa afirmou que as atividades escolares presenciais serão retomadas com aulas aos sábados e sem recesso de fim de ano. Mas ainda não definiu uma data para o retorno.

Já o prefeito de Salvador, ACM Neto, afirmou que a retomada das aulas na capital baiana só deve ser autorizada quando a taxa de ocupação de leitos de UTI para covid-19 estiver abaixo de 65% e sem risco de aumento. Nesta quinta-feira (6), a Secretaria municipal de Saúde registrou 60% de taxa de ocupação.

Segundo Elza, está sendo formulada pela APLB uma carta para ser enviada ao governador e ao prefeito com as reinvidicações da classe.

Na quarta-feira (5), policiais civis decidiram, em assembleia geral, paralisar as atividades na próxima terça-feira (11) cobrando melhores condições de trabalho para os agentes. De acordo com o sindicato, já são 483 casos confirmados de contaminação pelo novo coronavírus entre os policiais civis. Desse total, seis já morreram vítimas da covid-19.

"Discussão prematura"

Procurada pela reportagem, a Secretaria Municipal de Educação classificou a discussão como "prematura". "Ainda não há data definida para a volta às aulas. Essa decisão será tomada pelo Executivo Municipal com base nas diretrizes da Saúde Pública", diz trecho da nota emitida pela secretaria [veja íntegra abaixo].

A Secretaria estadual de Educação ressaltou que as aulas só serão retomadas na rede respeitando todas as medidas de segurança contra o novo coronavírus. "As aulas na rede estadual de ensino estão suspensas por decreto governamental e serão repostas presencialmente. A data de retorno das aulas ainda não está definida. As aulas só serão retomadas em condições de segurança, a partir da indicação das autoridades de Saúde do Governo do Estado, no tempo adequado e seguindo os protocolos de segurança", disse, também por nota.

Confira abaixo as notas das secretarias na íntegra:

A Secretaria Municipal da Educação (Smed) informa que é prematura qualquer decisão tomada com base em hipóteses. Ainda não há data definida para a volta às aulas. Essa decisão será tomada pelo Executivo Municipal com base nas diretrizes da Saúde Pública, com a garantia de uma volta sanitária e epidemiologicamente segura tanto para alunos, quanto para professores, coordenadores, gestores, funcionários, enfim, toda comunidade escolar.

SECRETARIA MUNICIPAL DE EDUCAÇÃO

- As aulas na rede estadual de ensino estão suspensas por decreto governamental e serão repostas presencialmente.  A data de retorno das aulas ainda não está definida. As aulas só serão retomadas em condições de segurança, a partir da indicação das autoridades de Saúde do Governo do Estado, no tempo adequado e seguindo os protocolos de segurança.

- Os protocolos de segurança para a retomada do ano letivo estão sendo debatidos com entidades e instituições pertinentes, como a própria APLB, a UPB, UNDIME, UNCME, o SINPRO, o SINEPE, o Conselho Estadual de Educação do Estado da Bahia, o Fórum Estadual da Educação, o Fórum de Gestores e as universidades públicas e privadas, além de representações estudantis, seguindo a prática do diálogo, da colaboração e da construção coletiva.

 SECRETARIA ESTADUAL DE EDUCAÇÃO

Enquete

Você acredita que teremos uma vacina contra o Coronavírus (COVID-19) neste ano de 2020?

*Enquete encerrada.
  • 16%
  • 30%
  • 55%
  • 0%

Mais notícias