Suspeito de pedofilia é preso após tentar matar duas crianças em Feira de Santana - Polícia | Valter Vieira - Portal dos Municípios
24 de novembro de 2014
MIN MAX
Envie fotos e vídeos
para nosso WhatsApp
75 9120-3503

Notícias

POLÍCIA - 21/08/2013

Suspeito de pedofilia é preso após tentar matar duas crianças em Feira de Santana

Suspeito de pedofilia é preso após tentar matar duas crianças em Feira de Santana O aposentando Estevão de Souza Barreto, 72 anos, residente na rua P2, bairro Campo do Gado Novo, foi preso na manhã desta quarta-feira (21) por policiais militares. Usando uma pistola calibre 6.35 e um martelo, ele tentou matar duas meninas, uma de 11 e outra de 12 anos.Após as tentativas de homicídio, Estevão foi para dentro do veículo Gol, de placa JOW/3137 e tentou se matar. Dentro do veículo havia um botijão de gás e material explosivo.O soldado Mário, da companhia 65º CIPM (Companhia Indepentende da Polícia Militar), disse que foi informado que o homem havia tentando matar as duas crianças. “Ao se deparar com nossa viatura, ele correu para dentro de um Gol branco para tentar fugir, mas percebemos que na verdade ele ira tentar explodir o veículo”, afirmou.O policial explicou que dentro do carro havia um botijão de gás, duas garrafas pet, uma com gasolina e outra com óleo diesel, e artefatos explosivos. Ele disse ainda que Estevão não explicou onde conseguiu o material, que foi apreendido, juntamente com a pistola,o martelo e carro.No complexo policial, antes de ser interrogado, Estevão Barreto confirmou que pretendia matar a primeira criança a tiros, mas errou e usou um martelo para assassiná-la. Ele demonstrava desequilíbrio psíquico e afirmou que tomou essa iniciativa, porque a menina estava sendo abusada sexualmente por um vizinho e se queixou a ele que não suportava a dor. Estevão disse que a menina pediu que ele a matasse.O suspeito ainda contou que costumava olhar as partes íntimas da criança e disse que se considera um pedófilo. Quanto à segunda criança que Estevão tentou matar, ele disse não se lembrar de ter atirado nela.Estevão contou que ao entrar no carro com o material explosivo tinha a intenção de se matar. Ele lembrou que no carro tinha pólvora, cartucho, fogos de artifício e botijão de gás. “Atrás do banco tinha uma garrafa de dois litros de gasolina. Eu ia jogar no meu corpo e tocar fogo, eu ia me incendiar e virar fumaça”, disse.O ajudante de pedreiro, Felipe Teles Menezes, pai da menina atingida por marteladas na cabeça, foi quem acionou a polícia. Ele contou que a filha passava na rua e o criminoso a chamou para dentro de casa. Momentos depois um filho dele o chamou dizendo que Estevão estava tentando matar a criança. “A gente correu e tentou abrir o portão, a menina veio em nossa direção, já ferida, e pulou o muro de dois metros de altura”, explicou.Ainda de acordo com Felipe, Estevão estava com uma pistola e disparou três tiros contra ele, que saiu correndo. A filha de uma vizinha foi em direção a frente da casa, sendo atingida por um tiro e caiu no chão. Estevão deflagrou mais três tiros contra ela. “Depois ele saiu correndo, entrou no carro, que estava cheio de bomba, e tentou suicidar-se”, afirmou Felipe.Segundo ele, Estevão costumava chamar a filha dele para dentro da casa para olhar as partes íntimas. Felipe desconfia que a menina era abusada sexualmente.A direção do Hospital Estadual da Criança (HEC) informou que as crianças passam bem e estão sendo avaliadas pela equipe médica. Uma delas, a que levou marteladas, está com suspeita de afundamento no crânio.Fotos: Ney Silva/Acorda Cidade

Suspeito de pedofilia é preso após tentar matar duas crianças em Feira de SantanaAcorda CidadeFotos: Ney Silva

Enquete

Os mascotes Rio 2016 são cheios de vida e alegria, mas precisam de nomes. Qual você escolhe?